Segurança do trabalho

PGR - PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DE RISCOS (NR-1)


Este documento substitui os seguintes documentos:

- PPRA – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (NR-9)

- PCMAT – Programa de Condições de Meio Ambiente na Indústria da Construção (NR-18)

A Norma Regulamentadora NR-01, Portaria SEPRT n° 6.730 de 09 de março de 2020, estabelece a obrigatoriedade da elaboração e implementação do PGR - Programa de Gerenciamento de Riscos Ambientais para fins de prevenção e gerenciamento dos riscos e perigos nos ambientes de trabalho.

Este Programa contempla a identificação de perigos, avaliação dos riscos ocupacionais resultantes da avaliação do ambiente de trabalho (qualitativa ou quantitativa), processos, funções e atividades existentes na organização, assim como as medidas necessárias para adequação através do Plano de Ações.

O PGR deve conter, no mínimo:

-Inventário de Riscos: avaliação da exposição a agentes físicos, químicos, biológicos e ergonômicos (NR-17).

-Plano de Ação: indicação das medidas a serem introduzidas, aprimoradas ou mantidas.

O não cumprimento das disposições legais e regulamentares do PGR acarretará a aplicação das penalidades previstas na legislação pertinente.

 

 

AVALIAÇÕES QUANTITATIVAS
 



A verificação da existência, ou não, de agentes potencialmente nocivos, faz-se mediante avaliação qualitativa e/ou quantitativa dos agentes identificados, com base nos critérios estabelecidos na legislação.

 

Avaliação Qualitativa: a nocividade é presumida independe de mensuração e sua constatação é realizada através de inspeção no local de trabalho, conforme os anexos listados abaixo da Norma Regulamentadora NR-15:

- Anexo 06: Trabalho sob Condições Hiperbáricas;

- Anexo 07: Radiações Não Ionizantes;

- Anexo 09: Frio;

- Anexo 10: Umidade;

- Anexo 13 e 13-A: Agentes Químicos;

- Anexo 14: Agentes Biológicos.

 

Avaliação Quantitativa: a nocividade é constatada quando a mensuração dos agentes for superior aos limites de tolerância relacionados na Norma Regulamentadora NR-15 da Portaria 3.214/78 nos anexos abaixo:

- Anexo 01: Limites de Tolerância para Ruído Contínuo ou Intermitente;

- Anexo 02: Limites de Tolerância para Ruídos de Impacto;

- Anexo 03: Limites de Tolerância para Exposição ao Calor;

- Anexo 05: Limites de Tolerância para Radiações Ionizantes;

- Anexo 08: Vibrações;

- Anexo 11: Agentes Químicos diversos mensuráveis;

- Anexo 12: Limites de Tolerância para Poeiras Minerais. 


Diferença entre avaliação quantitativa e qualitativa:

Para avaliação quantitativa é necessária a utilização de um equipamento de medição que visa encontrar um resultado numérico da exposição ao agente e assim poder comparar com os valores de tolerância previstos na legislação.

As avaliações quantitativas são fundamentais para conclusão de alguns agentes nos Laudos de Insalubridade, LTCAT, Periciais e Ergonômicos; constatação da eficácia das proteções coletivas existentes ou necessidade de implantação das mesmas; dimensionamento de EPIs; comprovação de níveis de exposição em reclamatórias trabalhistas.

Já a avaliação qualitativa é realizada através da observação da atividade e tipo da exposição ao agente. Essa análise é comparada com as condições previstas na legislação.

 



PPR - PROGRAMA DE PROTEÇÃO RESPIRATÓRIA
 



É um processo para seleção, uso e manutenção dos respiradores com a finalidade de assegurar proteção adequada para o trabalhador.

Antes de se utilizar um respirador, é essencial que seja estabelecido um PPR, por escrito, com os procedimentos específicos para sua utilização e manutenção.

Parte essencial do PPR é a avaliação da vedação adequada de um respirador no rosto de cada usuário através do teste de vedação ou “fit test”.

É importante que o ensaio de vedação seja realizado antes do primeiro uso do respirador e seja conduzido por pessoa competente e experiente, com conhecimentos de proteção respiratória. O resultado do ensaio de vedação deve ser usado, entre outros parâmetros, na seleção de tipo, modelo e tamanho de respirador para cada usuário.

O programa deve ser implantado, avaliado e atualizado sempre que necessário, de modo a refletir as mudanças de condições do ambiente de trabalho que possam afetar o uso de respirador.

O PPR é obrigatório aos trabalhadores expostos a produtos químicos (gases, vapores, poeiras, névoas, fumos) ou a ambiente com deficiência de oxigênio.

Serviços
SEGURANÇA DO TRABALHO
MEDICINA DO TRABALHO
ERGONOMIA
E-SOCIAL
LAUDOS TÉCNICOS
Notícias
NOVIDADE: GERENCIAMENTO EM SEGURANÇA OPERACIONAL
SERVIÇOS INSAT x PANDEMIA
PRORROGAÇÃO ESOCIAL
ANAMT - Associação Nacional de Medicina do Trabalho
VER TODAS AS NOTÍCIAS

HORÁRIO DE ATENDIMENTO
Segunda à quinta-feira das 7:30 às 17h
Sexta-feira das 7:30 às 13:00

E-MAIL
insat@insatnet.com.br

ENDEREÇO
Avenida Sete de Setembro, 2451
Edifício 7th Avenue Work
80230-010 – Rebouças

RELACIONAMENTO AO CLIENTE
41 3218-4436
relacionamento@insatnet.com.br

Orçamento
Solicite um orçamento com o INSAT.
2020 - Grupo Insat - Todos os direitos reservados
325 WEB - Criação de Sites e Sistemas para WEB